Cozinha de Lavoisier

Na cozinha nada se perde, nada se cria: tudo se transforma.

Ratatouille

1 Comment

IMG_8601

Eu morei um ano em Paris. Foi a época mais legal da minha vida em que mais tive que me adaptar cozinhando, porque além de não ter dinheiro para quase nada um orçamento limitado, eu não achava todas as coisas que estava acostumada a comer no Brasil. Ou achava, mas era muito caro. Carne então… quase não vi. Bom, o lado bom do meu intercâmbio na cidade mais bonita do universo é que eu abri meu coraçãozinho – e meu estômago – para um monte de coisas novas. Comi escargot e carne de cavalo (não me julguem!), incluí cogumelos na minha dieta e descobri meu amor por legumes e frutas que não eram tão comuns em Salvador, mas que lá abundavam em certas épocas do ano.

Foi em Paris que aprendi três receitas que trago para vida e que faço sempre em casa: o crepe, a sopa de alho poró e o ratatouille. Ratatouille todo mundo conhece pelo filme da Disney, mas nem todo mundo já provou. É uma comida rústica, mediterrânea, da região de Provença (da onde também vem minhas ervas preferidas, que nunca acho frescas aqui para por no ensopado de carne). Basicamente, é um refogado de berinjela e outros legumes. Fica bem gostoso e pode ser servido como prato principal ou acompanhamento de outros pratos.

Ingredientes
Rende: quatro porções | Tempo de preparo: 35 a 40 minutos

• 2 berinjelas grandes
• 2 abobrinhas
• 1 pimentão verde
• 1 pimentão vermelho
• 1 cebola grande
• 3 tomates
• 3 dentes de alho
• ovos
• azeite, sal, alecrim, tomilho e pimenta do reino a gosto para temperar
*Para dar um up de sustância e sabor no ratatouille, aprendi com alguns franceses a colocar também ovos e queijo. Não é obrigatório, mas eu prefiro assim. Hoje aqui em casa não tinha queijo, então eu fiz apenas com ovos. Mas eu recomendo que você os use! (;

IMG_8591 IMG_8595

Modo de preparo

• Comece cortando a berinjela e as aborinhas. Você pode cortar do jeito que quiser, mas eu prefiro cortar em rodelas e dividir as rodelas em quatro partes, formando quase cubinhos. Coloque os pedaços em uma bacia com água e sal. Isso é bem importante para evitar que a berinjela fique amarga no futuro. Deixe descansar por 20 min, enquanto pica os outros legumes em rodelas ou tirinhas.
• Em uma frigideira grande ou panela, em fogo médio, doure o alho e a cebola em bastante azeite (é, não precisa ser canguinha nesta hora, o azeite deixa tudo mais gostoso). Adicione os pimentões e refogue um pouco. Depois, adicione a berinjela e a abobrinha (escorra da água com sal) e os temperos e deixe murchar. Quando um caldinho começar a se formar, tampe por aproximadamente 10 minutos para cozinhar

IMG_8599

• Destampe a frigideira e acrescente os tomates. Deixe cozinhar com tampa por mais alguns minutos e destampe. Forme “covinhas” e acrescente os ovos e o queijo, caso deseje. Espere os ovos cozinharem bem (por favor, cuidado com cozimento de ovos!) e o queijo derreter e voilà, está pronto!

IMG_8608

Eu gosto de comer ratatouille no jantar, acompanhado de pão e queijo ralado – sim, está liberada a apologia ao alimento mais hipersódico do mundo. Principalmente se for parmesão raladinho na hora! E antes que alguém faça cara feia por ser um prato de legumes, eu conto: minha irmã de 15 anos, a pessoa mais fresca chata insuportável cheia de restrições a legumes que eu conheço, adora ratatouille. Você também deveria tentar.

Advertisements

Author: Mariele Góes

A única constante na minha vida é que gosto de cozinhar. Já tentei ser fotógrafa, já toquei em banda, já ataquei de dj. Me formei em jornalismo e estava indo bem, até trabalhava em uma grande revista nacional, mas achava tudo chato. Resolvi estudar gastronomia como um hobby e de repente me vi totalmente envolvida. Larguei tudo, recomecei do zero e hoje estou radiante por passar 12h por dia de pé, mexendo com fogo e facas. Formada em gastronomia pela Anhembi Morumbi, em São Paulo, e me especializando em cozinha francesa na Ferrandi Paris.

One thought on “Ratatouille

  1. Gostei muito das receitas Mari! E das fotos também. Sabia que você cozinhava, mas não sabia que seu conhecimento era tão vasto. Parabéns!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s